mantenha-se atualizado

Cadastre seu email para receber insights sobre estratégias digitais. Prometemos não enviar spam!


Cadastre seu email para receber insights sobre estratégias digitais. Prometemos não enviar spam!

Pequenos negócios: como o marketing digital pode ajudar a vender mais

na categoria Marketing Digital 0 comentários
pequenos negócios

As cifras da publicidade tradicional (rádio, televisão e revistas) são assustadoras para algumas empresas – especialmente se ainda forem pequenos negócios em maturação. Por exemplo: você sabia que para inserir um spot publicitário de 30 segundos em apenas um intervalo do Jornal Nacional o anunciante terá de desembolsar R$ 2 mil para uma veiculação regional e R$ 400 mil se quiser que ela alcance território nacional? Pois é, em muitos casos esses valores ultrapassam e muito os 5% recomendados do faturamento da sua empresa para serem destinados ao departamento de marketing e suas ações.

A boa notícia é que existem formas diferentes de se investir em publicidade, comunicação e relacionamento com o cliente sem ter de gastar cifras deste tamanho. O marketing digital é um ótimo exemplo. Essa estratégia traz diversos preceitos do marketing tradicional e os coloca em um ambiente e plataformas muito mais mensuráveis e baratas de se atuar.

O que o marketing digital pode fazer pelos pequenos negócios?

Uma estratégia de marketing digital é formada por diversas ações que têm como objetivo atrair, se relacionar e vender para clientes dentro de um novo modelo de consumo. Isso porque, com a internet, as pessoas não têm hesitado em se informar, pesquisar, avaliar e conhecer a fundo os produtos e serviços muito antes de os contratarem. A Hubspot, inclusive, calcula que 93% das vendas online começam com pesquisas em ferramentas de busca.

As ações de marketing digital são baseadas em um funil de 5 etapas: atrair, converter, relacionar, vender e analisar. Cada uma delas é mensurável, escalável e sustentável a longo prazo. Ou seja, justamente o que um pequeno negócio precisa para criar autoridade de mercado, gerar mais vendas e não desequilibrar o orçamento da empresa.

– Atração: conquistar tráfego de qualidade na internet é a menina dos olhos do marketing digital. Isso porque ela é essencial para todas as etapas do funil e auxilia no reconhecimento da sua marca, na criação de autoridade e, consequentemente, nas vendas da sua empresa. O interessante aqui é que essa atração não depende apenas de investimentos financeiros para acontecer. Uma vez que os conteúdos são produzidos e os canais de redes sociais se estabelecem com seu público é possível escalar na atração de novos visitantes sem precisar constantemente colocar dinheiro nas ações. Com o tempo e com mais autoridade nas ferramentas de busca e perante seu público é possível conquistar resultados por anos a fio. Esta fase é feita de várias formas: produção de conteúdo interessante e relevante para seu público, SEO, compra de mídia e gerenciamento de redes sociais.

– Conversão: trazer visitantes para o seu site é importante por todos os motivos que comentamos acima, mas se eles pararem nesta etapa pouco irá se traduzir em vendas, certo? Para mudar esse cenário é essencial converter seus visitantes em leads, ou seja, em oportunidades de negócio. A proposta é ofertar algo que este visitante julgue interessante a ponto de deixar informações de contato com a sua empresa. E isso pode acontecer com diversos tipos de material: um trial do seu serviço, um e-book informativo, uma planilha, um webinar (aula online), um cupom de desconto etc.

– Relacionamento: é aqui que a magia se faz. Relacionar-se com seu público é a maneira como você fideliza seus clientes, convence novos dos seus diferenciais e vai encaminhando-os para uma compra. No marketing digital o relacionamento com seus leads e visitantes é feito especialmente através de ações de e-mail marketing (com o que é conhecido como nutrição de leads) e mídias sociais.

– Venda: é o objetivo final de toda estratégia de marketing digital. Dados têm mostrado que mais de 60% da decisão de compra está tomada antes que um primeiro contato com um vendedor seja realizado. Ou seja: com todas as informações que você conquistou nas etapas anteriores, o seu processo de venda será mais rápido, eficiente e com custo reduzido por cliente. Isso acontece tanto em um e-commerce que já direciona produtos e ofertas mais interessantes para quem já está em momento de compra quanto para vendedores que já conhecem as dores reais dos leads e podem auxiliá-los a tomar uma decisão mais assertiva.

– Análise: essa etapa trata da mensuração de cada uma das ações e canais da sua estratégia de marketing digital. Com ela, é possível fazer avaliação do que foi efetivo, do que pode ser otimizado e do que é melhor ser repensado por completo. A análise de métricas é fundamental para saber exatamente quanto o seu investimento está se convertendo em resultados efetivos.

cta-blog

Deixe um comentário

mantenha-se atualizado

Cadastre seu email para receber insights sobre estratégias digitais. Prometemos não enviar spam!


Cadastre seu email para receber insights sobre estratégias digitais. Prometemos não enviar spam!