Inteligência de dados – Como a Arquitetura e Gestão da Informação gerou insights valiosos para uma seguradora

|

Inteligência de dados – Como a Arquitetura e Gestão da Informação gerou insights valiosos para uma seguradora

Com uma quantidade cada vez maior de dados sendo gerados, o desafio hoje está na forma com que as empresas utilizam estas informações. Porque não basta apenas ter acesso a esse enorme volume de dados, é preciso definir e organizar adequadamente para que seja possível usá-los de forma eficaz, gerando conhecimento e valor para o negócio.

A Tekoa, por seu domínio em arquitetura e gestão de dados, entrou no projeto da seguradora com a missão de melhorar o fluxo das informações digitais da empresa. O foco era no seguro de equipamentos portáteis, como smartphone, notebook, smartwatch e câmera.

Apesar de já contar com um dashboard de dados, a seguradora encontrava dificuldades em analisar e identificar as melhorias para o processo de venda e desenvolvimento de novos produtos.

O projeto envolveu toda a arquitetura da informação, passando pela organização das diferentes fontes de dados, higienização e padronização das informações, com auxílio de ferramentas de BI e ETL. Por fim, os dados foram preparados para a visualização em um Dashboard.

O dashboard possibilita ao cliente uma verificação de dados mais fácil e intuitiva, com uma visão mais clara que agiliza os processos internos e contribuem para a correção de possíveis falhas.

Com isso, foi possível pontuar, por exemplo, irregularidades tanto no processo, como na usabilidade do usuário que atrapalhavam as conversões de contratação.

 

Como implementamos a melhoria na inteligência de dados

 

Para extrair e apresentar os dados de maneira preditiva, gerando insumos precisos e seguros para a tomada de decisões, o primeiro passo foi realizar um mapeamento de todas as fontes de dados. O objetivo era entender quais poderiam ser compiladas e quantas dessas fontes seriam fundamentais para gerar inteligência de negócio. 

Em seguida, foi feito um levantamento da tabela requisito, junto às regras de negócio. Por exemplo, quais métricas são interessantes para a jornada do e-commerce, televendas e BackOffice, métricas de usabilidade e etc. Assim, selecionamos as que seriam importantes para gerar inteligência no negócio.

Tabela requisito é uma planilha ou mapa de todas as métricas que as fontes de dados geram, assim você estuda quais são interessantes cruzar ou adicionar em um dashboard.

Assim, foi concluído que 19 fontes de dados eram necessárias para uma análise completa – entre elas fontes automáticas, que se integram com API e CRM (como Google Analytics, Google Ads e Hotjar), e manuais, que necessitam ser exportadas e incluídas no dashboard (como informações do perfil do cliente, CRM, informações de disparo de e-mail e histórico de compras).

Para que o dashboard com todos esses dados fosse eficiente, arquitetamos as informações de uma maneira muito visível e intuitiva. O objetivo era tornar a ferramenta clara para a análise de qualquer pessoa envolvida na operação.

 

O dashboard foi dividido em três partes:

 

  • Análise dos visitantes: neste ficaram reunidos os dados do usuário, como se ele é qualificado para ser um potencial cliente e até se teve algum problema durante a jornada;
  • Análise de transações: neste foram alocadas as principais métricas sobre as operações efetivas. Entre eles: qual região mais consome, quantidade de vendas concluídas, investimento em ads, ticket médio, receita por produto e forecast.
  • Análise de mercado: foram adicionados também dados externos disponibilizados pelo SUSEP, órgão responsável pelo controle e fiscalização do setor, sobre a situação do mercado segurador.

 

Identificando melhorias no processo

 

Para analisar as falhas no processo de contratação do seguro, incluímos no dashboard um funil de contratação – com isso, foi possível analisar por etapas, todo o processo de compra e identificar em quais delas os usuários saiam do fluxo. 

Um dos gargalos na contratação dos seguros foi identificado através da taxa de abandono de compras, que era muito maior nos acessos mobile. Foi detectado, então, um problema na usabilidade: na etapa de cadastro a seguradora solicitava que o usuário fizesse download de um aplicativo, para obter um ID e só então finalizar a compra. O tempo estimado pela seguradora para essa etapa era de 10 minutos, porém, na prática, os usuários levavam 27 minutos, em média, para a conclusão. O resultado disso era um número excessivo de abandonos de contratação nesta fase do processo.

Dentro do dashboard, apresentamos os investimentos em Bing, Facebook, Google, para entender a eficiência de cada canal. Assim como, as informações de email marketing, como a taxa de abertura e a taxa de clique. A finalidade era gerar inteligência no cruzamento de dados.

O projeto finalizou com mais de 14 telas, contabilizando mais de 160 métricas de dados, em diferentes formatos de visualização (gráficos, tabelas, mapas, projeções, etc).

O novo dashboard possibilitou a visualização, em um único ambiente, de todo o processo de compra, identificar problemas e resolvê-los com muito mais agilidade e precisão, além de garantir a melhor experiência para o usuário. 

Se você quer ter uma visão mais analítica do seu negócio, fale com o nosso time comercial. A Tekoa possui uma equipe especializada que auxilia o cliente a levar sua empresa a um nível mais alto de desempenho, transformando os dados em verdadeiros ativos estratégicos.

Cadastre seu e-mail para receber conteúdos