Bloqueio do Facebook: como ele impacta no seu marketing digital

|

Bloqueio do Facebook: como ele impacta no seu marketing digital

Assim como já aconteceu com o WhatsApp, o Facebook também pode ser bloqueado em território brasileiro devido a uma ação judicial. A alegação é de que a empresa – que é a dona do aplicativo de mensagens e também do Instagram – não está colaborando com uma investigação criminal que pediu a quebra do sigilo de mensagens trocadas no WhatsApp. E depois de puni-la com o bloqueio da ferramenta três vezes, a Justiça começa a cogitar um bloqueio dos três aplicativos da empresa Facebook no Brasil.
A decisão pelo possível bloqueio do Facebook aconteceu logo após a empresa ter R$ 38 milhões bloqueados de suas contas por uma ação do Ministério Público Federal do Amazonas. Esse valor seria referente a uma multa de R$ 1 milhão por dia pelo descumprimento da decisão de quebrar o sigilo da conversa.

Como o bloqueio do Facebook pode afetar a sua empresa

Enquanto essa situação ainda se desenrola na Justiça, os comerciantes ficam apreensivos pela possibilidade de bloqueio do Facebook e dos outros dois aplicativos da empresa. Até porque, segundo a Pesquisa Nacional do Varejo Online, desenvolvida pelo Sebrae em 2015, 39% das pequenas empresas de comércio eletrônico do país usam o WhatsApp para pré e pós-venda. O valor do prejuízo causado pelo bloqueio, no entanto, ainda não foi contabilizado.
Mas com a possibilidade de bloqueio do Facebook, do Instagram e do WhatsApp torna-se importante pensar em alternativas para que o seu comércio tenha o mínimo de prejuízo possível.
Como o Facebook nunca foi bloqueado é imprevisível saber como ele irá se comportar em relação às campanhas e links patrocinados. No entanto, sempre que erros técnicos ou panes no servidor acontecem, o Facebook for Business estorna todo o dinheiro investido durante o período de problema.
Acredita-se que isso se repetirá em um possível bloqueio do Facebook. Mas se a sua empresa prefere não arriscar, é possível suspender a atuação das contas diretamente na plataforma. O pausa nas campanhas acontece 15 minutos após o comando.
Outra opção, caso apenas o Facebook seja bloqueado, é transferir a verba destinada para campanhas para o Instagram, também por meio da plataforma Facebook for Business. No entanto, se a sua empresa tiver muitas campanhas simultâneas e o Instagram não for muito relevante para a sua ação, fazer essa troca pode não ser vantajosa.

Alternativas ao bloqueio do Facebook

As plataformas disponíveis no Brasil não conseguem se assemelhar ao alcance e à difusão do Facebook. No entanto, algumas alternativas paliativas podem ser consideradas, caso o bloqueio seja mais longo.
Por exemplo: se a sua empresa for da área de comércio varejista e faz grande parte das vendas pelo álbum do Facebook, o Pinterest é uma alternativa interessante. Você pode acrescentar as imagens lá e divulgar essa informação para a sua base juntamente à informação de que vocês irão operar com o Telegram ou outro aplicativo semelhante ao WhatsApp.
Se a empresa em questão for um consultório médico, é possível oferecer uma caixa postal e um endereço de e-mail para facilitar a marcação de consultas pelos pacientes. No caso de um site que prioriza a divulgação de conteúdo no Facebook, uma alternativa seria o aumento do fluxo de notícias no Twitter.
Para todas as empresas, contudo, é interessante avisar por e-mail sobre o bloqueio do Facebook e informar os outros canais de comunicação que a sua base pode utilizar para entrar em contato com a sua empresa.

Não restrinja sua estratégia de marketing digital a uma ação

O pânico causado por um possível bloqueio do Facebook mostra o tamanho da concentração e dependência que as empresas têm da plataforma. E com uma ação de marketing digital não é tão diferente assim.
A utilização de mídia paga é extremamente relevante – por trazer um público focado de uma maneira mais rápida e engajada e permitir que se colete informações relevantes sobre quem está consumindo seu produto. No entanto, ela não pode ser a base de uma estratégia de marketing digital sustentável. Afinal, no momento em que se para de investir dinheiro, todo o trabalho desaparece.
Além disso, focar todas as forças em apenas um canal (seja ele blog, campanhas no Facebook, Adwords ou e-mail marketing) é algo muito restrito e que fica suscetível a quedas e possíveis bloqueios.
O interessante é ter presença ativa em diversos canais – tanto de mídia paga quanto de mídia orgânica, com blogs e posicionamento no Google – e assim ter uma estratégia de marketing digital completa e sustentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre seu e-mail para receber conteúdos