O que é experiência do usuário (UX)?

|

O que é experiência do usuário (UX)?

User experience, experiência do usuário ou UX. Independente do termo que você prefira usar, saber o que ele trata é uma das chaves do sucesso dos projetos. Mas diferente do que muitos acreditam, esses projetos não são somente digitais. A experiência do usuário atua em todas as esferas e setores: é uma viagem à Disney, uma ida a um restaurante, um aplicativo de GPS ou um site sobre computadores.

Mas o que de fato é experiência do usuário? Em resumo, o UX é o conjunto de experiências que o consumidor tem ao usar o seu produto ou serviço. Essa experiência global abarca tanto questões práticas, como usabilidade e design, quanto o lado emocional, como vontade de uso.

Seis fatores essenciais entram em pauta quando se fala em experiência do usuário: arquitetura da informação, design de interação, design visual, estratégia de conteúdo, pesquisa com usuários e usabilidade. Para ter uma boa UX é necessário que todos esses elementos sejam contemplados desde a concepção do projeto e não apenas alguns.

1 – Arquitetura da informação:

Estuda o comportamento e as necessidades do usuário para determinar um caminho que ele deve seguir no uso do produto ou serviço. É através dela que são mapeados os flows de navegação e como as personas e palavras-chave entram na equação.

2 – Design de interação:

Metodologia que facilita e incentiva a interação entre o usuário e um aplicativo, software ou produto.

3 – Design visual:

Por meio de cores, proporções e imagens é criada uma identidade visual coerente que facilite a leitura, a compreensão das mensagens e as utilidades disponíveis no produto ou serviço.

4 – Estratégia de conteúdo:

Definir não somente qual ou como um determinado conteúdo será publicado, mas porquê. Ele irá melhorar o entendimento do consumidor, ele está bem construído?

5 – Pesquisa com usuários:

Entender melhor o comportamento e as reações de um usuário a um produto ou serviço. Por meio de card sorting, questionários ou grupos de foco pode-se obter informações imprescindíveis para uma boa UX.

6 – Usabilidade:

O produto ou serviço deve ser funcional, intuitivo e prazeroso de usar.

Experiência do usuário na internet

A experiência do usuário na internet tem sido cada vez mais debatida, especialmente após o Google anunciar que usaria esse critério para avaliação do posicionamento dos sites nas páginas de busca orgânica. O problema é que UX começou a ser vista como sinônimo de usabilidade.

Na rede, a criação de uma boa experiência do usuário leva em conta outros elementos importantes – responsividade é um deles, carregamento rápido é outro. Mas se você pensar um pouco tudo está relacionado à usabilidade, não é mesmo? Quando se quer saber qual o melhor caminho pegar para chegar a um cinema, cinco segundos de carregamento podem ser o suficiente para irritar e procurar a informação em outro aplicativo. A Amazon, por exemplo, percebeu que cada décimo de segundo a mais que uma página demora para carregar, eles perdem 1% de vendas.

Mas criar boas experiências vai além do uma tecnologia incrível que permita que o site seja leve e carregue em frações de segundo. Entender o contexto em que esse uso será feito é um diferencial competitivo impressionante. Por exemplo, ao buscar informações sobre cinemas no desktop você tem mais chances de estar procurando sinopses para decidir qual filme irá assistir. Já se está no mobile, provavelmente quer saber o horário da sessão.

Conhecer e trabalhar com essas diferenças é essencial para transformar a experiência geral em algo positivo. Entender o processo como um todo e ter uma boa ideia das motivações, necessidades e reações das pessoas às funcionalidades do seu produto permite o desenvolvimento de uma experiência mais completa para o usuário.

cta-e-book-web-analytics-na-pratica

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre seu e-mail para receber conteúdos